Hospital de Campanha orienta familiares sobre boletim médico online

Funcionando há um mês e com a finalidade de manter familiares de pacientes internados no Hospital de Campanha de Santarém, no oeste do Pará, informados sobre seu estado de saúde, o boletim médico online permite que as pessoas acessem, por meio dele, as informações do tratamento que os pacientes estão recebendo em tratamento da Covid-19 naquela unidade de saúde. Esta semana, o HCS passou a orientar as pessoas sobre o uso dessa ferramenta e importância dele para evitar o risco de contágio do novo coronavírus.

Por meio da internet, cada família pode acessar ao site https://hcampdesantarem.org.br/boletim-medico/ e, com a senha recebida no momento da internação do familiar, fazer o login e visualizar as informações do quadro clínico do paciente. Tais informações são repassadas pelo médico responsável e disponibilizadas no endereço online pela equipe psicossocial. ” Não há um horário específico para essa atualização, pois trabalhamos com uma alta demanda. O sistema será alimentado quando o médico encerrar o atendimento dos pacientes internados, diariamente”, explicou a psicóloga da Unidade, Patrícia Mesquita.

Segurança e transparência

Para o diretor do Hospital de Campanha, Silvério Cardoso, a plataforma foi pensada para trazer mais segurança para os familiares dos pacientes, sem negligenciar a transparência. “Nós sabemos que a família fica aflita, mas essa aflição não pode sobrepor a proteção dos familiares. Neste momento é necessário que quem puder, fique em casa”, destacou.

No endereço https://hcampdesantarem.org.br/boletim-medico/ e com a senha em mãos, basta clicar na caixa “Acompanhante/Familiar” e adicionar a senha de acesso. Após realizar o login, aparecerá a opção “Visualizar Boletim”. Clicando neste botão será possível visualizar a atualização. O histórico dos boletins dos dias anteriores também fica armazenado e disponível para visualização.

Transferências e casos sensíveis

O infectologista, João Assy, que faz parte da direção técnica da Unidade, explica que há algumas exceções sobre as informações disponibilizadas no Boletim Médico Online. Por exemplo, caso haja necessidade de transferência do paciente entre setores ou hospitais, esta informação será dada via ligação telefônica.

Além disso, João destaca que os pacientes com quadro de alta complexidade não tem os boletins lançados no sistema disponibilizado para a família, pois trata-se de informação sensível. Nesses casos, em respeito ao critério de humanização, as informações também são fornecidas por telefone. “Para os pacientes internados em leitos de estabilização, as informações são repassadas pelo psicossocial uma vez ao dia por meio de ligação telefônica, após o repasse das informações do médico plantonista sobre o quadro, enfatizou.

Proteção de todos

O HCS é uma Unidade porta-fechada e é um local de risco de contágio, pois atende exclusivamente pacientes com sintomas ou confirmação de COVID-19. O acesso só é permitido aos profissionais que atuam dentro do Hospital. Esses, utilizam toda a paramentação de Equipamentos de Proteção Individuais (EPI) recomendada pelo Ministério da Saúde (MS) e Organização Mundial de Saúde (OMS). Afinal, eles estão na linha de frente no combate à doença.

A Coordenadora de Enfermagem do HCS, Alcenir Lima, explica que o risco de infecção dos familiares que vão até o Hospital é maior do que em outro lugar. “A ferramenta é também uma medida de proteção. A família fica angustiada, acaba vindo até o Hospital e se colocando em risco. Então, é necessário que haja a colaboração por parte da família. É mais seguro receber as informações de casa através da ferramenta online”, enfatizou.

As informações são da assessoria do HCS

Deixe uma resposta