Brasil ultrapassa os 100 mil mortos pela Covid-19; em Santarém 338 foram vítimas da doença

Ultrapassamos a marca de 100 mil pessoas mortas pela Covid-19 no Brasil. Um número que assombra. No total, são 100.240 mortes no país, segundo o boletim extra divulgado neste sábado (8), pelo consórcio de empresas de comunicação que faz o monitoramento com base em dados das secretarias estaduais de saúde. Nas 24 horas foram registrados 538 novos óbitos e a nação segue com 2.998.796 de infectados.

No mundo todo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), já são 18.902.735 casos de COVID-19 e 709.511 mortes até 7 de agosto de 2020. O Brasil ocupa a segunda posição em número de mortos em todo o mundo. O primeiro lugar é dos Estados Unidos, que registraram quase 163 mil mortes pela doença.

Aqui em Santarém, o último boletim divulgado na sexta-feira (7), pela Prefeitura, o total de mortos pela doença é de 338, enquanto que o número de novos casos chegou a 7.692 casos confirmados, números que só aumentam dia após dia. E desde que foi feita a flexibilização que os casos positivos não param de ser registrados. Nos últimos 7 dias, por exemplo, 295 novos casos foram registrados. Julho foi o mês que mais registrou casos positivos pela Covid-19 no município.

Existem 6.714 pessoas recuperadas, 5.566 resultados negativos, 98 análises, 1.899 notificados/monitorados, e 29.464 monitorados já recuperados.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Transmissão da doença

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Deixe uma resposta