Aplicativo atualiza casos de covid-19 entre indígenas na Amazônia

Já está funcionando, o aplicativo “Alerta Indígena COVID-19”, lançado no último dia 4, que traz informações detalhadas dos casos de Covid-19 na região Amazônica. A ferramenta será usada para apoiar o enfrentamento ao novo coronavírus em aldeias e comunidades indígenas.

De acordo com dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena, ligada ao Ministério da Saúde, até o último dia 3 deste mês, havia 14,5 mil casos confirmados de Covid-19 em indígenas na região Norte e 224 mortes.

A maioria dos casos está concentrada no Amazonas, que tem 64 casos. O Pará vem em seguida com 50 casos. Roraima tem 47, Tocantins 25 casos, Rondônia registra 20 casos confirmados, Acre e Amapá têm 14 e 4 casos, respectivamente.

A ferramenta é uma iniciativa da Coiab, Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, e do IPAM, Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia.

A partir de dados do Ministério da Saúde, o “Alerta Indígena COVID-19”, mapeia e atualiza periodicamente a situação da pandemia em cidades num raio de 100 quilômetros ao redor de cada terra indígena da região.

A plataforma reúne ainda dados de casos confirmados e óbitos pela doença nos 25 Distritos Sanitários Especiais Indígenas da Amazônia.

De acordo com Valeria Paye, coordenadora da Coiab, as informações do aplicativo vão reforçar as ações de monitoramento e ajudar a reduzir os riscos de contaminação entre as aldeias e as cidades. Ela destaca que lideranças indígenas dos nove estados da Amazônia Legal vão poder registrar novos casos da doença por meio da ferramenta.

Ainda segundo Valeria Paye, os povos indígenas são mais vulneráveis ao novo coronavírus. A taxa de incidência da doença é 249% maior do que a média nacional e a taxa de mortalidade é 224% mais alta, conforme análise feita com casos registrados até 28 de agosto.

O app Alerta Indígena COVID-19 pode ser baixado gratuitamente no site da Coiab.

Deixe uma resposta