Racismo: Bia Kicis (PSL-DF) ataca Moro, Mandetta, Magazine Luiza e negros em uma só postagem

A deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF) fez na noite deste sábado (27) uma postagem racista em seu Facebook que tem gerado inúmeras críticas nas redes.

Em uma só postagem, a parlamentar atacou os ex-ministros Sérgio Moro (Justiça) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde), com quem o bolsonarismo é rompido, além da rede Magazine Luíza e as pessoas negras como um todo.

No “meme”, Mandetta e Moro aparecem com cabelos ao estilo afro e os rosto pintados de preto – um black face para dar a ideia de que eles estariam tentando se passar por negros para entrar no programa de trainee da Magazine Luiza, que abriu vagas exclusivamente para pessoas negras.

“Não tá fácil mesmo!”, escreveu Bia Kicis na legenda da postagem.

Neste domingo (28), dezenas de críticas contra a publicação da deputada começaram a ganhar repercussão nas redes. O cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Guilherme Casarões, por exemplo, sugeriu que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), leve o caso ao Conselho de Ética da casa. “Caro deputado @RodrigoMaia, como fica essa postagem racista e abjeta frente ao Código de Ética da Câmara dos Deputados?”, escreveu pelo Twitter.

Negro, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) também protestou. “A vigarice deveria ter limites, mas infelizmente não tem. Foram mais de 300 anos de escravidão, uma abolição sem reparação. A deputada @Biakicis envergonha o parlamento e deveria pedir desculpas aos negros brasileiros pela piada racista. Racismo não tem graça. Racismo é crime!”, disparou, também pelas redes sociais.

Diante das críticas, Bia Kicis afirmou que as pessoas “não entendem memes” e que racista, na verdade, seria a Magazine Luíza. “Sabe quem é racista? A magazine Luiza e quem mais achar q os negros precisam de favor e ter vaga exclusiva p/ emprego pq não tem capacidade intelectual. Nem falem quem é falta de oportunidade pq pobre branco tem as mesmas dificuldades”, escreveu.

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta