Cantor César Brasil, o ‘Pinduca Santareno’, morre com suspeita de Covid-19

Morreu no início da tarde deste domingo (7), o cantor e compositor César Brasil, possivelmente em decorrência de complicações da Covid-19. Segundo a família, o cantor estava com sintomas da doença e após passar mal, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA 24h), em Santarém, no oeste do Pará.

César Brasil foi mais uma das vítimas da Covid-19 que o meio artístico perdeu. Foto: Redes Sociais

Ele chegou em estado grave à unidade e, apesar de todos os esforços da equipe médica, César Brasil não resistiu e morreu por volta de 12h30. A família aguarda o laudo confirmando a causa da morte para fazer o velório do artista.

César Brasil, conhecido popularmente como ‘Pinduca Santareno’ ou ‘Pinduca Júnior’, era um dos ícones da cultura popular de Santarém. Autor de várias músicas, ele se destacava pela criatividade em transformar o cotidiano das pessoas em hits populares. Recentemente compôs uma música falando da importância do uso da máscara na prevenção à Covid.

Além de canções em diversos estilos musicais, do carimbó ao brega, ele também é autor de letras de hinos de clubes de futebol.

César começou a sua carreira artística aos 13 anos, quando se apresentou pela primeira vez em um show na Feira Agropecuária de Santarém, com a música ‘Encontro das Águas’. A partir daí, vieram outros grandes sucessos e sua consolidação como grande poeta, compositor e letrista. Ele também foi vocalista da banda Quinta Dimensão.

Deixe uma resposta