Paraense é morto durante assalto em Manaus, no Amazonas

Uma morte trágica e brutal. Foi com tristeza e revolta que os familiares e amigos de Círio Furtado da Silva, 34 anos, natural de Itaituba, no sudoeste do Pará, receberam a notícia de sua morte, ocorrida durante um assalto na noite da última quinta-feira (18), em Manaus, no Amazonas. O paraense foi morto a pauladas.

Círio era natural de Itaituba e morava em Manaus desde 2018. Ele foi morto quando retornava para casa. Foto: Reprodução Redes sociais

A vítima foi encontrada morta por volta das 19h de quinta-feira (18), na avenida Autaz Mirim, bairro Novo Aleixo, zona norte da capital amazonense, segundo detalhou a Polícia Civil do Amazonas. Natural de Itaituba, ele foi assassinado quando retornava para casa após finalizar um dia de trabalho como motoboy.

Um boletim de ocorrência havia sido registrado pelo irmão de Círio na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) horas antes da família encontrar o cadáver da vítima, com diversas marcas de agressões físicas. Círio estava desaparecido desde a última quarta-feira (17) e teve o aparelho celular e a motocicleta, de marca Titan, cor verde, roubados.

Ainda conforme a PC do Amazonas, “o delegado Charles Araújo, titular da DEHS, afirmou que o caso em questão tem indícios de latrocínio, e por este motivo será transferido para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), onde será investigado”.

A esposa de Círio explicou que o marido era mecânico e trabalhava há pouco mais de um mês fazendo entregas para um restaurante da cidade no período da noite. Foi a maneira encontrada de sustentar a esposa e a filha, de apenas seis anos, durante a pandemia. “Mataram meu marido de forma covarde. Foi levado moto, celular, carteira, tudo”, detalhou a viúva.

O casal havia se mudado para Manaus em 2018, em busca de uma vida melhor. Eles moravam em uma casa alugada no bairro Águas Claras, Zona Norte. Agora, Katiane deve voltar à cidade natal.

Fonte: Giro Portal

Deixe uma resposta