“Não é momento de lazer. Não podemos relaxar”, diz prefeito de Santarém em desabafo nas redes sociais

O alto número de casos positivos e mortes em Santarém, no oeste do Pará, levou o prefeito do município, Nélio Aguiar, a fazer um desabafo nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (15). Em áudio direcionado à população, o gestor municipal praticamente implorou para a compreensão das pessoas diante do aumento de casos confirmados e óbitos desde o início da pandemia. Conforme o último boletim epidemiológico divulgado ontem (14), já são 16.044 infectados e 723 vidas perdidas.

Prefeito Nélio Aguiar fez um desabafo nas redes sociais e pediu compreensão das pessoas no combate à Covid-19. Foto: Ag. Pará

Nélio Aguiar falou da falta de consciência de parte da população, que mesmo com a situação da pandemia se agrando de Norte a Sul do país, inclusive com o retorno do lockdown, em Belém, tem gente que insiste em passear na orla, fazer aglomerações e ignorar as medidas de prevenção e higiene. Ele lembrou que em Santarém, tem muita gente passeando na orla, nas praças e sem máscara.

O prefeito disse ainda que o município vive um momento crítico, apesar da redução na pressão do atendimento ambulatorial na Cemei Paulo Freira. Por outro lado, há uma pressão muito grande sobre os leitos de UTI do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), que está com sua capacidade esgotada para pacientes com Covid-19.

Segundo ele, para atender a necessidade de leitos de UTI, muitos pacientes estão sendo transferidos para o Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba, mesmo com a resistência de familiares.

“Estamos recebendo muitos pacientes em estado grave na UPA. Não espere a doença agravar para procurar atendimento médico. Nos primeiros sinais, procure por atendimento”, orienta o prefeito.

Nélio diz também que o município não pode relaxar e deve continuar com as medidas de prevenção para tentar reduzir os números de casos positivos e principalmente de óbitos. Ele cobriu empenho de todos no cumprimento do distanciamento social, uso de máscara, álcool em gel.

Apesar das orientações diárias e fiscalização, a prefeitura registra muitos problemas nos fins de semanas com a orla e praças praticamente lotadas, num período em que as pessoas deveriam se isolar do vírus.

“Não é momento de lazer. Não podemos relaxar e devemos continuar com a prevenção”, avisou.

O prefeito de Santarém também informou que as praias vão continuar fechadas, assim como os espaços de lazer, como os campos de futebol.

“Será que as pessoas não estão acompanhando o que está acontecendo no Sul do país? Belém está entrando novamente em lockdown. Depois não venham reclamar que tá tendo lockdown. Eu tenho a minha responsabilidade em relação à pandemia. Sei muito bem o que é o coronavírus, sei muito bem o que é um leito de UTI.

Conheço o drama de muitas famílias e espero mais uma vez que as pessoas cuidem da sua saúde, da saúde dos seus familiares, dos seus amigos. A gente se ajudando consegue amenizar as mortes e perdas. Acreditem que o vírus existe”, diz Nélio em um dos trechos do áudio.

Deixe uma resposta