MPPA instaura notícia de fato para apurar incêndio dentro de mineradora

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de Justiça Renato Belinni, instaurou nesta terça-feira, 7, notícia de fato para adotar as primeiras providências relacionadas ao incêndio ocorrido na noite desta segunda, 6, em área da empresa Imerys Rio Capim, localizada na Vila do Conde, município de Barcarena, em especial para estimar os possíveis danos ambientais decorrentes do incidente.

A Delegacia de Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente Sustentabilidade (Semas) foram acionadas, assim como o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, e o Instituto Evandro Chagas.

O Centro de Apoio Operacional Ambiental e o Centro de Apoio Operacional Técnico (CAOTEC) prestaram também apoio ao promotor de Justiça, com envio de uma equipe técnica do CAOTEC, para Barcarena, composta pelo engenheiro sanitarista e ambiental, Thiago Matos e pela engenheira civil Maylor Ledo. O objetivo foi prestar apoio ao órgão de execução, bem como, fazer em conjunto com os demais órgãos, os primeiros levantamentos do local.

De acordo com o promotor de Justiça Renato Belinni, a causa do incêndio ainda não foi determinada, mas galões da substância hidrossulfito de sódio pegaram fogo em um galpão de depósito de produtos químicos. A Brigada de Incêndio e o Corpo de Bombeiros conseguiram retirar o material em chamas de dentro do depósito para uma área aberta, onde foram resfriados com água em abundância, o que provocou fumaça que atingiu os moradores do entorno do local.

Trinta e duas pessoas pessoas receberam atendimento médico e não houve vítima fatal nem com ferimento grave.

Fonte: MPPA

Deixe uma resposta