Pará vai comprar vacinas contra Covid-10 para imunizar crianças de 5 a 11 anos

O governador Helder Barbalho garante que, caso a quantidade de vacinas contra Covid-19 a ser enviada pelo Ministério da Saúde nãos seja suficiente para imunizar as crianças de 5 a 11 anos, o Governo do Pará vai comprar imunizantes para atender a esse público. Na noite desta quinta-feira (06), em suas redes sociais, Helder Barbalho afirmou que “vamos imunizar todos que queiram se vacinar, com autorização dos pais e responsáveis”.

A imunização de crianças contra a Covid-19 deve começar em breve no Pará. Foto: Agência Pará

O governador enfatizou que o Pará foi o estado que mais comprou vacinas para as outras faixas etárias, e não seria diferente agora, quando chegou o momento de proteger a vida das crianças, garantindo as doses necessárias para essa faixa etária.

Solicitação de doses – Em 31 de dezembro de 2021, Helder Barbalho informou, também pelas redes sociais, que o Governo do Pará já havia solicitado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o envio de doses da vacina Pfizer para garantir a imunização de crianças de 5 a 11 anos, que em todos os continentes vêm sendo contaminadas pelo novo coronavírus e sua variantes, e morrendo devido ao agravamento da doença.

Sobre a solicitação, o governador ressaltou que o Estado pretende “que o mais rápido possível o Ministério possa enviar as vacinas para as nossas crianças, levando em consideração a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que autoriza esta faixa etária a ser imunizada, claro, sempre respeitando a decisão dos pais, mas priorizando, acima de tudo, a ciência, a pesquisa, a análise técnica. É assim que vamos continuar procedendo no nosso Estado”.

Em setembro de 2021, o Governo do Pará comprou diretamente 1 milhão de doses da vacina Coronavac/Sinovac, do Instituto Butantan, em São Paulo (SP), para ampliar a vacinação no Pará. Todas as doses que chegam ao território paraense são enviadas aos Centros Regionais de Saúde em até 48 horas, por meio de uma logística viabilizada pelo trabalho conjunto das secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa) e de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). (Ag. Pará)

Deixe uma resposta