MRN amplia capacitação em off road para prevenção de acidentes e segurança nas atividades em campo

Para muitas pessoas, principalmente esportistas, “off road”, cujo significado é fora de estrada, está relacionado a aventuras. Essa, aliás, é uma prática de atividades que tem conquistado cada dia mais pessoas que buscam ter contato com a natureza, além de aventuras e adrenalina, já que na maioria das vezes ocorre em lugares afastados dos centros urbanos. Mas, na Mineração Rio do Norte (MRN), o “off road” tem outra finalidade, que é condução de veículos em atividades de trabalho, em locais de difícil acesso como obras, lavras, pesquisas e outras atividades de campo em estradas não pavimentadas, mas com muita segurança.

Segundo Raphael Cadinelli, gerente geral de Projetos e Obras da MRN, a empresa investe na infraestrutura, nos veículos e no preparo das pessoas para a adequada e segura condução. “O objetivo da capacitação de condutores para atividades “off road” é melhorar cada vez mais a performance, tornar a condução mais confortável, mais segura e evitar acidentes envolvendo tanto equipes próprias como times contratados”.

Os veículos utilizados nas atividades em campo são os mesmos dos adotados nas capacitações (pick ups) e possuem além sistema de tração nas quatros rodas, sistemas internos de controle e célula ROPS, que é a abreviação do termo em inglês “Roll Over Protective Structure” e que significa estrutura protetora contra capotamento. Além de conhecerem detalhadamente todos os recursos dos veículos, os condutores aprendem os diversos tipos de terrenos e possíveis situações de adversidade presentes nos deslocamentos e, principalmente, as alternativas e formas de condução segura.

Faz parte da capacitação da MRN a condução prática em uma pista de “off road” que é composta por nove obstáculos, a exemplo de rampa molhada, caixa de lama, aclive e declive com ângulo de ataque, inclinação lateral, erosão entre outros cenários possíveis de serem encontrados no campo. O objetivo da pista é uma capacitação prática a mais próxima possível da realidade em campo.

O time de instrutores/multiplicadores interno recebe três dias de treinamentos entre aulas teóricas e práticas que totalizam 24 horas de carga horária. Após os teste e aprovação, tomam-se aptos a multiplicarem os principais conceitos de direção defensiva e técnicas “off road” aos demais empregados que utilizam veículos por meio de capacitações teóricas e práticas de 4 horas. Hoje, são utilizados três modelos diferentes de pick-ups nos treinamentos.

O respeito, o cuidado e a segurança das pessoas fazem parte do dia a dia de trabalho na MRN. Este valor que permeia toda a organização e operações e não faz distinção entre empregados próprios e contratados. “As boas práticas de segurança do trabalho mantidas pela empresa se desdobram em ações desde a integração, passando por capacitações, apoio e acompanhamento em área, campanhas de informação, reforço e conscientização, iniciativas preventivas e corretivas”, completa Raphael Cadinelli.

Treinamento e excelência

Também implementado recentemente, porém já em sua segunda fase, o Centro de Treinamentos em Segurança é outro importante aliado da área de implantação de projetos na prevenção de acidentes. As capacitações realizadas são teóricas e práticas utilizando toda a estrutura do centro.

A primeira fase contemplou a estruturação física do local, bem como reformulação completa da grade de treinamento, aquisição de mobiliários e material didático para as instruções práticas ocorreu no 3º trimestre de 2020. O espaço agora conta com salas para os treinamentos teóricos e práticos climatizadas e sistema áudio visual, sala de suporte para os instrutores com computadores e internet, área de café e banheiros feminino e masculino. O Centro possui ainda com Exposição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) diversos.
Já a segunda fase do projeto, implantada no primeiro semestre 2021, contou com a construção de um galpão em estruturas metálicas, em área contígua ao prédio, para acomodar as estruturas de maior porte que permitem os treinamentos práticos, como trabalhos em altura, espaço confinado, içamento de carga e outros, bem como a revitalização das áreas no entorno.

Para a MRN, são iniciativas dessa natureza, com ambientes, atividades e empregados mais seguros que colaboram com a redução da taxa de acidentes e confirmam o compromisso da empresa na evolução de sua cultura de segurança. “Nunca sofri acidente na empresa. “Eu e meus colegas trabalhamos com muita autonomia e segurança; identificarmos e evitarmos situações de risco” atesta Israel Santos, operador e técnico de turno da empresa.

“Exemplos de capacitação em segurança como estes demostram na prática o cuidado e o respeito que a empresa tem por seus empregados. Evoluir cada vez mais na cultura de segurança é fortalecer as barreiras de prevenção e o cuidado genuíno entre as pessoas (times, líderes e liderados)”, complementa Flávio Trioschi, gerente geral de Segurança do Trabalho da MRN.

Fonte: MRN

Deixe uma resposta