Curso aborda alimentação de primatas humanos e não humanos

De 20 a 25 de junho, das 14h às 18h, será ministrado o curso de extensão “Ecologia Alimentar de Primatas”, ofertado pelo Prof. Dr. Pérsio Scavone de Andrade (CFI). As inscrições podem ser feitas no link https://sigaa.ufopa.edu.br/sigaa/link/public/extensao/visualizacaoAcaoExtensao/423.

De acordo com a organização do curso, tal qual os peixes, a sociedade contemporânea está “morrendo pela boca”. Muitos dos pesticidas usados no Brasil já foram banidos no primeiro mundo há décadas. Além disso, vive-se também uma pandemia de obesidade, que, associada à pandemia de covid-19, destruiu a vida de milhares ao redor do mundo. Dentro dos lares, durante a pandemia, nunca se comeu tanto alimento ultraprocessado. Por outro lado, no interior do que restou das florestas tropicais, os primatas não humanos também enfrentam muitas dificuldades. Tentam sobreviver em fragmentos florestais e se equilibrar em um mundo profundamente alterado pelo homem.

“Humildemente, penso que temos muito a aprender com eles, em matéria de ecologia alimentar. Eles têm muita energia, são gráceis, esbeltos e irreverentes. A maioria deles são frugívoros, será esse o segredo? Comer muitas frutas?”, indaga-se o palestrante, concluindo que o estudo da ecologia alimentar de primatas é essencial para a compreensão da maneira pela qual esses animais se estruturam no tempo e no espaço.

Serviço: Curso de extensão “Ecologia Alimentar de Primatas”

Comunicação/Ufopa

Deixe uma resposta