DIREITOS HUMANOS: Deputado bolsonarista Daniel Silveira, preso por atacar o STF e defender o AI-5, cogita recorrer à corte internacional

Com os olhos marejados d’água e com aquela cara de Maria Madalena arrependida, o deputado bolsonarista Daniel Siveira (PSL-RJ), com a maior desfaçatez de um legítimo miliciano encurralado, que atacou o STF e defendeu o AI-5, após ter sua prisão referendada pela Câmara dos Deputados, está cogitando a possibilidade de acionar a Corte Internacional de Direitos Humanos contra a sua prisão.

Daniel Silveira defendeu o AI-5 e atacou ministros do STF. Ele agora se autodeclara defensor dos direitos humanos. Foto. Reprodução/Redes Sociais

É isso mesmo! O deputado que afirmava que os direitos humanos era coisa de esquerdista, cogita essa possibilidade.

Em um dos trechos, ele cita que quando se defende muito os direitos humanos, não cheira bem. “Quando começa defender de mais, cheia a merda!”.

O bolsonarista cogita a possibilidade de se declarar ‘preso político’ e justamente a um organismo que trata de violações de direitos humanos.

Votação na Câmara

A Câmara dos Deputado aprovou nesta sexta-feira (19) a manutenção da prisão do deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ), acompanhando a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Silveira foi preso após publicar novos ataques a ministros da Corte.

A votação terminou em 364 votos a favor e 130 contra. Três se abstiveram. O placar foi mais elástico do que o necessário – 257 favoráveis. O número de votos seria suficiente para a aprovação da admissibilidade de um pedido de impeachment.

Prisão

Silveira foi preso na última terça-feira (16) por determinação do ministro Alexandre de Moraes, após divulgar vídeo com novos ataques a ministros da Corte e defendendo o AI-5.

Deixe uma resposta