Concurso TCU 2021: sai edital com 20 vagas para auditores


O edital do concurso TCU (Tribunal de Contas da União) foi publicado nesta sexta-feira, 29. A oferta é de 20 vagas para o cargo de auditor federal de controle externo, com salários iniciais de R$21.947,82.Do total de oportunidades, 15 são para ampla concorrência, uma para pessoas com deficiência e quatro para negros.

Ainda será formado um cadastro de reserva, em que os aprovados poderão ser convocados durante o prazo de validade da seleção (de dois anos, podendo chegar a quatro).

A carreira de auditor federal de controle externo tem como requisito o ensino superior completo ou habilitação legal equivalente em qualquer área de formação.

A remuneração inicial é de R$21.947,82 para jornada de 40 horas por semana. A lotação dos aprovados será exclusivamente em Brasília, no Distrito Federal. As provas, porém, estão confirmadas para todas as capitais.

As inscrições ficarão abertas no período de 1º de novembro a 20 de dezembro, pelo site da Fundação Getulio Vargas (FGV) , banca organizadora.

O primeiro passo será preencher o formulário com todos os dados solicitados. Em seguida, gerar o boleto e pagar a taxa de R$180. O pagamento será aceito até o dia 21 de dezembro, em qualquer banco, em Casas Lotéricas ou nos Correios.

Poderão solicitar a isenção da taxa: membros de família de baixa renda, inscritos no programa Cadastro Único (CadÚnico); e doadores de medula óssea.

O pedido deverá ser feito no momento da inscrição, de 1º a 4 de novembro, pelo portal da FGV, mediante envio da documentação comprobatória das condições.

A organização do concurso analisará os documentos e publicará o resultado preliminar dos pedidos de isenção no dia 1º de dezembro.

O concurso TCU será composto por duas etapas: provas objetivas e discursivas, realizadas em todas as capitais do país. Confira as datas de aplicação:

Os classificados ainda serão submetidos ao Programa de Formação, realizado em Brasília DF com duração mínima de 120 horas. Saiba mais sobre cada etapa a seguir:

Prova objetiva
O exame objetivo, de caráter eliminatório e classificatório, terá 100 questões, distribuídas da seguinte forma:

Conhecimentos Gerais

► Bloco I (30 questões): Língua Portuguesa, Matemática Financeira, Controle Externo, Administração Pública.

► Bloco II (20 questões): Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Processual Civil, Sistema Normativo Anticorrupção.

Conhecimentos Específicos

► Bloco I (25 questões): Estatística; Análise de Dados.

► Bloco II (25 questões): Auditoria Governamental; Contabilidade do Setor Público; Análise das Demonstrações Contábeis; Administração Financeira e Orçamentária; Economia do Setor Público.

Cada questão correta valerá um ponto. Será reprovado na prova objetiva do concurso TCU quem obtiver nota inferior a 25 pontos em Conhecimentos Gerais e/ou inferior a 25 pontos em Conhecimentos Específicos.

Prova discursiva
Serão convocados para prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, os classificados até a 300ª posição na objetiva, respeitados os empates na última colocação, para ampla concorrência.

Além dos classificados até a 20ª posição para candidatos com deficiência e até a 80ª posição para candidatos negros.

A aplicação das provas discursivas ocorrerá nas capitais brasileiras em que tiverem aprovados na objetiva.

No exame discursivo, os concorrentes deverão responder a duas questões discursivas de Conhecimentos Gerais em até 20 linhas cada, valendo 15 pontos cada.

Além de duas questões discursivas de Conhecimentos Específicos a serem respondida em até 20 linhas cada, valendo 15 pontos cada; e uma redação de peça de natureza técnica a ser elaborada em até 50 linhas, valendo 40 pontos.

Na correção serão considerados os acertos das respostas dadas, o grau de conhecimento do tema demonstrado pelo participante, a fluência e a coerência da exposição. Será reprovado e eliminado do concurso público o candidato que tiver nota inferior a 50 pontos no conjunto das provas discursivas.

Programa de Formação
Os classificados do concurso TCU serão convocados para o Programa de Formação, a ser realizado em Brasília DF com duração mínima de 120 horas. Nesse período, serão passados conhecimentos necessários à carreira de auditor federal de controle externo.

Durante o Programa de Formação, o candidato fará jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente à época de sua realização, sobre o qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de optar pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo, no caso de ser servidor da Administração Pública Federal.

As informações são da Folha Dirigida

Deixe uma resposta