Pará confirma casos da nova variante do coronavírus em dois pacientes de Santarém

O governador Helder Barbalho anunciou, nesta sexta-feira (29), às 19h13, por meio do Twitter, que o Pará confirmou os dois primeiros casos da nova cepa do novo coronavírus. A confirmação foi feita pelo Instituto Evandro Chagas. A variante identificada inicialmente no Amazonas foi confirmada em um homem de 58 anos e uma mulher de 26 anos de idade, no município de Santarém.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) reforçou “a necessidade de que todos continuem mantendo o uso de máscara, álcool em gel e do distanciamento social para evitar o aumento de casos da doença”.

A nova cepa

Essa nova cepa, que ganhou o nome de P.1, foi flagrada pela primeira vez no dia 10 de janeiro em quatro indivíduos que desembarcaram em Tóquio, no Japão, após uma viagem para o Amazonas.

Alguns dias depois, um estudo que envolveu mais de dez instituições brasileiras, inglesas e escocesas detectou os primeiros casos da variante na própria cidade de Manaus.

No dia 26 de janeiro, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo também confirmou os três primeiros casos da nova variante no estado. Foi a primeira vez que a variante foi confirmada em outro estado do Brasil.

Os três pacientes de São Paulo tiveram covid-19 e passaram por atendimento em serviços da rede pública de saúde do estado, com histórico de viagem ou residência em Manaus.

Uma reportagem do dia 19 de janeiro do portal UOL mostrou relatos de profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente da pandemia no Amazonas. Eles informaram que muito mais jovens estão morrendo por conta da nova variante.

Os relatos destacaram que os óbitos são registrados em todas as faixas etárias, atingindo bebês, crianças, adolescentes mesmo sem comorbidade. Também disseram que identificaram encurtamento no tempo de agravamento, com pacientes que, com sete, oito dias, estão com comprometimento de 75% dos dois pulmões.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta