Projeto Juruti Contra a Covid-19 apoia produtores rurais no fortalecimento de sua capacidade produtiva

Juruti vem recebendo um grande apoio no combate da pandemia desde agosto de 2020 através da união de instituições pelo projeto Juruti Contra a Covid-19. Na fase final do projeto, 52 pequenos produtores rurais recebem apoio na recuperação de sua capacidade produtiva.

Os agricultores familiares, que viram sua renda diminuir neste período, foram selecionados por meio de um edital e estão recebendo R$1 mil em insumos e materiais. O projeto atende produtores das áreas de planalto e de várzea do município. Produção de frango, frutas, verduras, hortaliças, farinha de mandioca e suínos, estão entre as principais atividades apoiadas. As atividades foram desenvolvidas em 24 comunidades e dos 52 projetos, 22 têm sua produção liderada por mulheres e 20% do total são jovens produtores.

“Juruti Contra a Covid-19”, iniciativa do Instituto Juruti Sustentável (IJUS), conta com o apoio da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), NPI Expand, Palladium, Instituto Alcoa, Alcoa Foundation, Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e Cooperativa da Agricultura Familiar de Juruti (Cooafajur) – por meio do programa PPA Solidariedade.

Nelison Gama, produtor rural na Comunidade São Benedito, afirma que não só ele, mas grande parte dos pequenos produtores familiares do município viram sua renda cair muito neste momento de pandemia “A venda foi prejudicada, muitos produtores não puderam sair pra realizar a venda. A minha criação é de frango e ovos, tivemos dificuldade de trazer a mercadoria por conta da pandemia. Esse projeto só vem nos fortalecer, tem uma grande importância renda de cada família que foi contemplada”, disse Nelison.

A expectativa é que nas próximas duas semanas todos os produtores que foram aprovados no edital recebam os insumos impulsionando sua capacidade produtiva.

Francimar Barbosa, Secretária de Produção e Abastecimento do município de Juruti disse que “muitos produtores foram afetados, é de grande relevância saber que 52 produtores foram amparados por esse projeto, eles vêm a somar em nossa produção”. Francimar ainda complementou detalhando o trabalho em conjunto com os agricultores: “Nós temos técnicos tanto para fazer o acompanhamento da entrega desses materiais como para darem assistência técnica. São estratégias para que nossos produtores não precisem vir até a cidade, mas sim que a secretaria vá até eles, estamos montando estratégias para o plantio e mecanização. São medidas para conseguirmos fortalecer a agricultura dentro do município”, afirmou a secretária.

A presidência do IJUS compartilhou suas perspectivas a respeito do olhar da organização sobre o setor e o potencial no território “Nosso Instituto vem atuando a vários anos, e entendemos as prioridades para um desenvolvimento sustentável de nossa região. E neste momento de pandemia estabelecemos parcerias importantes. A agricultura é uma área que precisa ter um maior apoio para que os produtores possam continuar alimentando nossa cidade. Por isso desenvolvemos este edital como um ponto de partida para produtores que sofreram impactos em sua produção, contribuindo assim para a recuperação de seu potencial produtivo. Certamente com esses materiais que estão recebendo serão de grande valia para que os produtos deles se tornem ainda melhores ”, comentou Maria Raimunda Melo (Deise), presidente do Instituto Juruti Sustentável (IJUS).

Fonte: IJUS

Deixe uma resposta