Infectologista ligada à UFPA faz alerta sobre caso suspeito de variante delta em Belém

Segundo matéria publicada na manhã desta sexta (30) no portal ORM, do Grupo O Liberal, a vice-presidente da Sociedade Paraense de Infectologia (SPI) e docente da Universidade Federal do Pará (UFPA), a infectologista Helena Brígido compartilhou um alerta sobre um caso suspeito da variante Delta – uma das mais agressivas da covid-19 – no Pará. A médica publicou, por meio do Twitter, um documento vinculado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), da Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa), sobre a suspeita.

Segundo a publicação, o paciente está internado na Unidade de Tratamento Intenso (UTI) de um hospital particular da capital paraense. Ele reside nos Estados Unidos, e apresentou sintomas de dor de garganta e tosse logo após desembarcar em Belém, na última quinta-feira (22).

O quadro evoluiu rapidamente e ele precisou de internação hospitalar. Ainda conforme o documento, a esposa do paciente “também apresentou sintomas como febre, cefaleia, vômito e mialgia e foi orientada pela equipe a ficar em isolamento”.

Uma amostra foi analisada pelo Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen/Pa) e o resultado foi positivo para SARS-COV-2, ou seja, o paciente está infectado com covid-19. A partir disso, ainda segundo a notificação, foi solicitado o envio da amostra para o sequenciamento genético, o que deve esclarer se trata-se da variante Delta, ou não.

A redação integrada de O Liberal entrou em contato com a Sespa e aguarda posionamento.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta