Professor que constrangeu aluna no Pará foi demitido após fala sobre estupro

Foi demitido nesta sexta-feira (26), o professor de medicina do Centro Universitário Metropolitano da Amazônia (Unifamaz), em Belém, que indagou uma aluna sobre como ela reagiria em uma situação de estupro, durante uma das aulas da turma do quinto semestre.

O professor até o momento não se pronunciou sobre o episódio . Reprodução Redes Sociais

A instituição de ensino oficializou a demissão do professor do curso de Medicina. “O docente envolvido no caso, a contar da presente data, não fará mais parte do corpo docente desta Instituição de Ensino Superior”, informou em nota divulgada à imprensa a Unifamaz.

Ainda na nota, a Unifamaz informa que “refuta com veemência qualquer atitude que viole o bem-estar da comunidade acadêmica e reforça seu compromisso com a formação de cidadãos éticos, portanto, repudia qualquer tipo de ato de assédio contra a mulher ou contra qualquer ser humano”.

Ainda segundo o comunicado, uma Comissão de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio será instituída dentro do estabelecimento de ensino. “Enfatizamos que está sendo prestado apoio acadêmico-psicopedagógico a todas as partes envolvidas no fato ocorrido”.

O professor até o momento não se pronunciou sobre o episódio.

Deixe uma resposta