Evento em Altamira quer arrecadar alimentos para famílias carentes

O cantor Lukas Agustinho e sua banda desembarcam em Altamira, no oeste paraense, neste sábado, 08. Um dos fenômenos gospel da atualidade, Agustinho será o preletor e cantor na 51º Vigília de Avivamento, comandada pelo Centro de Renovação Resgatando Vidas. Um projeto sem fins lucrativos que trata homens em situação de risco, dependentes químicos do álcool e de outras drogas.

A estada do cantor na região faz parte de um projeto que o Resgatando Vidas está desenvolvendo em Altamira e municípios vizinhos, visando ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social.

Em novembro, o Centro e parceiros reuniram cerca de 15 mil pessoas em um evento de gratidão e honra a Deus, onde estiveram presentes cantores e pastores de renome nacional, a dupla Daniel e Samuel, Juliano Son-Livres para Adorar e Davi Sacer, durante a festa foram arrecadados alimentos não perecíveis que se transformaram em mil cestas básicas doadas a comunidade carente e também a igrejas, mais de 30 delas, em Altamira, Vitória do Xingu e Brasil Novo, no oeste, receberam os alimentos.

Para o evento são esperadas pelo menos cinco mil pessoas.

A entrada será um quilo de alimento não perecível. Tudo o que for arrecadado mais uma vez será doado a comunidade.

A frente do Centro, Leandro Marcos Machado, que depois de mais 20 anos de luta, conseguiu sair do vício, ressalta que há esperança para qualquer pessoa independente da situação em que ele esteja. “O vício é uma doença maldita que só sabe a dor que causa não só a ele, mas a todos, e quem vive”, ressaltou Leandro.

Hoje o Resgatando Vidas tem sede própria, na Rodovia Ernesto Acioly, quilômetro 10, entre Altamira e Vitória do Xingu. É lá que acontecerá toda a programação.

Neste momento, o Centro Resgatando Vidas tem em suas dependências 65 homens em recuperação com atendimento social, psicológico e espiritual, além de serem profissionalizados de acordo com suas aptidões.

Fonte: Iolanda Lopes/Centro de Renovação Resgatando Vidas

Deixe uma resposta