Áreas protegidas no Pará terão programação especial da campanha ‘Um Dia no Parque’

Área de Proteção Ambiental Jará em Juruti – Crédito Márcio Nagano

Mobilização nacional em defesa da natureza, a campanha Um Dia no Parque será realizada no Pará em cinco Áreas Protegidas (APs) de todo o estado. O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) incentiva e mobiliza a campanha desde 2019 em prol da conservação do bioma e para gerar diálogos sobre os benefícios de manter a floresta preservada. A mobilização ocorre em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IDEFLOR-Bio) e a Prefeitura de Juruti.

A pesquisadora do Imazon Jakeline Pereira informa que as Áreas Protegidas são unidades territoriais criadas legalmente para a conservação da sociobiodiversidade, garantindo qualidade de vida tanto para quem habita esses espaços, como povos quilombolas, indígenas e extrativistas, quanto para quem está em núcleos urbanos, já que são reguladoras do clima e preservam mananciais, por exemplo.

“Com a campanha ‘Um Dia no Parque’, pretendemos mostrar a importância da conservação da natureza e, também, convidar a sociedade a visitar esses espaços, para que as pessoas possam ficar mais próximas da floresta, contemplar árvores e animais e desfrutar de atividades de lazer. Em Belém, o Parque do Utinga é uma dessas Áreas Protegidas, na categoria parque estadual, e que é muito visitado”, explica Jakeline Pereira, que atua diretamente em projetos relacionados à criação e gestão de APs.

Programação no Pará

O período escolhido para realização da campanha é na semana do dia 18 de julho, data em que foi implementada a lei n.º 9.985, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), em 2000. A partir do próximo sábado (17), a campanha Um Dia no Parque inicia em Juruti, no oeste do Pará, com atividades esportivas e culturais no interior e entorno da Área de Proteção Ambiental (APA) Jará. No domingo (18), o Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna”, em Belém, vai promover apresentações culturais, trilhas, passeios de bicicleta e exposição sobre o projeto “Ararajuba”, que realiza a reintrodução dessas aves na natureza.

No Parque do Utinga, o Imazon vai disponibilizar adesivos tipo lambes aos visitantes que estiverem no local, como uma lembrança para colocar em casa. Com assinatura da designer Yasmim Baia, as peças têm fotografias da Floresta Estadual de Faro, Terra Indígena Kaxuyana Tunayana, Área de Proteção Ambiental Jará, Parque Estadual de Monte Alegre e Terra Quilombola Cachoeira Porteira feita pelos fotógrafos Rafael Araújo, Fabíola Tuma, Márcio Nagano e Phillip Almeida. O Instituto também vai publicar nas redes sociais o teaser do documentário curta-metragem “Terras imensas como nós”, com histórias de povos do Norte do Pará, que será lançado em outubro.

Parque Estadual do Utinga, em Belém – Crédito Marcelo Seabra/Agência Pará

Também no domingo (18), no Refúgio de Vida Silvestre Metrópole da Amazônia, em Marituba, na Região Metropolitana, a programação inclui feira de artesanato, aula de aeróbica e trilhas. No mesmo dia, no Parque Estadual de Monte Alegre (PEMA), no município de mesmo nome, também no oeste do Pará, será realizada a Expedição “Nelsi Sadeck”, em homenagem a um dos idealizadores do PEMA, com participação de Jakeline Pereira, pesquisadora do Imazon.

Na quinta-feira (22), gestores da Área de Proteção Ambiental do Marajó e Parque Estadual Charapucu, em Afuá, realizam a live “Educação Ambiental em Unidades de Conservação no Marajó”, por meio de plataforma virtual.

Fonte: Imazon

Deixe uma resposta